9 técnicas de SEO para empresas em 2018

 

As empresas que trabalham B2B normalmente abordam o marketing através de meios tradicionais, como parcerias, força de vendas direta e boca a boca, sendo que, muitas vezes, a otimização para motores de pesquisa, SEO,  é percebida como menos relevante num ambiente B2B.

A importância do SEO Está cada vez mais presente, uma vez que 61% de todos os decisores nas empresas iniciam o seu processo com uma pesquisa na internet e 71% não terão uma conversa com um vendedor sem que antes tenham efetuado as suas próprias pesquisas.

Estratégias de SEO que as empresas B2B poderão adotar em 2018

Existem várias estratégias que as empresas que atuam no formato B2B poderão adotar para melhorar a sua relevância e o seu volume de negócio:

1 – Backlinks – A criação de sinergias poderão aumentar o tráfego de qualidade online do seu site  melhorando o SEO e também as vendas. Uma das ferramentas que podes ser utilizada para a monitorização de backlinks é, como o nome indica, a Monitor Backlinks – https://monitorbacklinks.com/seo-tools/free-back- link-checker

2 – O Featured Snippet – caixa com partes do conteúdo pesquisado -, ou a “posição 0” do Google, tem vindo a crescer, em  detrimento tanto da publicidade “Pay per Click” como das listagens orgânicas.

Poderá ser configurado aqui –  https://www.rank- ranger.com/blog/complete-guide-to-featured-snippets

3 – Utilizar palavras-chaveLong Tail”. Apesar de receberem  menos tráfego de pesquisa, habitualmente têm uma conversão mais elevada.  Pode efetuar um tracking das palavras-chave long tail através deste software  https://www.hittail.com/

4 – B2B Otimização Mobile. A tendência do futuro será o Mobile  ultrapassar o Desktop em larga escala, sendo que é um  comportamento de consumidor que não pode ser  ignorado. Poderá utilizar a ferramenta  http://mobiletest.me/

5 – Melhore o pageload do seu site  para diminuir a “bounce rate” de utilizadores e a potenciar a concretização de negócios.

6 – Utilize a Google Answer Box pois os resultados exibidos na parte superior das páginas de resultados são disponibilizados tendo em  conta o mecanismo Search Engine Results Page (SERP) que variam de acordo com  o que é pesquisado, como é pesquisado e considerando palavras chave.

7 – Analisar os “broken links”. Se um utilizador tentar aceder a uma página no site e esse link não estiver ativo, pode levar à perda de conversões.

Ferramenta –  http://www.brokenlinkcheck.com/

8 – Utilize URL´s ricas em  palavras-chave que sejam semânticamente precisas, ou seja,  termos relevantes que mantenham a URL curta. Assim os motores de busca vão considerar o link mais relevante e conseguirá aumentar o CTR.

Ferramenta –  https://goo.gl/

9 – Tenha um  CTA (Call to Action) devidamente otimizado e configurado em  Google Analytics  para que possa obter o maior número de conversões.